Arquivo da tag: colheita soja

Soja recua em Chicago nesta 3ª feira com bom avanço da colheita no Meio-Oeste americano

 

LOGO nalogo

Os números de evolução da colheita da soja nos Estados Unidos apresentado no fim do dia ontem, pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), vieram dentro das expectativas do mercado e, apesar de mostrar um atraso em relação ao ao ano passado e à média dos últimos cinco anos, pesaram sobre as cotações.

No pregão desta terça-feira (23), os futuros da oleaginosa recuavam entre 4,25 e 4,50 pontos nos principais vencimentos, com o novembro/18 valendo US$ 8,54 e o maio/19 com US$ 8,95 por bushel, por volta de 7h25 (horário de Brasília).

Na última semana, a colheita da soja foi de 38% a 53% da área norte-americana, contra 67% de 2017 e 69% da média plurianual. A expectativa do mercado era de 52%.

Veja matéria completa no site Notícias Agrícolas

 

Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Captura de Tela 2018-10-23 às 10.16.07

Soja: previsão do tempo para este início de semana

As chuvas darão trégua para boa parte do país nesta segunda, inclusive no Sul, mas voltarão com força na terça-feira, dia 16. Os produtores do Rio Grande do Sul que ainda não terminaram a colheita terão que acelerar o passo para garantir a retirada do grão a tempo.

Norte e Nordeste ainda terão bons volumes de precipitações nos próximos dias.

 

SUL

somar_boletim-brasil-dia-14-de-maio-de-2018-as-05çplo51-br-14-05-06-05-10-768x657

 

SEGUNDA-FEIRA (DIA 14)

A segunda-feira segue com tempo firme em grande parte da Região, devido a atuação de uma massa de ar seco e frio. Pela manhã as temperaturas ficam baixas, principalmente nas áreas de serra e planalto. Durante a tarde, como o sol aparece, a sensação é mais agradável, porém não chega a fazer calor. Os ventos úmidos do mar mantêm a nebulosidade entre o Vale do Itajaí (SC) e o leste do Paraná e pode chover fraco nestas áreas. Já no extremo oeste dos três estados da Região, novas instabilidades vindas do Paraguai e da Argentina aumentam a chance para trovoadas e chuva no decorrer da noite. A marinha do Brasil alerta para o risco de ressaca até as 9h da manhã de hoje, entre Tramandaí (RS) e Laguna (SC), com ondas que podem chegar a 2.5 metros de altura.

TERÇA-FEIRA (DIA 15)

Na terça-feira as instabilidades dão origem à uma frente fria que avança pela Região Sul do Brasil e muda o tempo novamente. Tem previsão de chuva e risco para temporais no oeste do Rio Grande do Sul. Até o fim do dia as nuvens carregadas se espalham por todos os estados. As temperaturas do amanhecer não ficam tão baixas como nos dias anteriores e durante a tarde, antes da chuva chegar, a sensação será de tempo abafado. Não há alerta para ressaca.

QUARTA-FEIRA (DIA 16)

No decorrer dos próximos dias o tempo volta a ficar firme no Rio Grande do Sul, mas continua chovendo com fraca intensidade entre Santa Catarina e Paraná.

 

 

Veja materia completa no site Projeto Soja Brasil

Fonte: Projeto Soja Brasil

Data limite para colheita da soja é 15 de maio no Paraná

Buscando um controle mais eficaz da Ferrugem Asiática da Soja no Paraná, a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) em parceria com outras entidades do setor agropecuário, como o Sistema Faep/Senar, vem fixando algumas datas importantes para o cultivo da soja no estado.

Uma delas é que todos os produtores rurais do Paraná façam a dessecação ou realizem a colheita da soja até o dia 15 de maio, segundo a Portaria 202/2017, que também estabelece que o plantio da cultura deveria ser feito até o dia 31 de dezembro, onde excepcionalmente na safra 2017/2018, por motivos climáticos, o prazo se estendeu até o dia 14 de janeiro.

Na mesma portaria diz que: “Os infratores das disposições desta Portaria sujeitam-se as sanções administrativas previstas no art. 9º da Lei Estadual nº 11.200 (…)” (Artigo 9º Portaria 202/2017), onde as penalizações variam de multas, proibição do comércio, interdição da propriedade agrícola, entre outras.

O Vazio Sanitário da Soja, período de 90 dias com ausência total de plantas vivas de soja a campo, com o objetivo de reduzir o inóculo do fungo da Ferrugem Asiática durante a entressafra, inicia no dia 10 de junho e se estende até o dia 10 de setembro.

Fonte: Sindicato Rural de Guarapuava